• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Secretaria da Mulher da CUT-PI toma posse no Conselho Estadual da Mulher

A principal função do CEDDM está pautada na organização da sociedade civil para fomentar políticas públicas em defesa das mulheres que sejam realmente efetivadas pelo estado.

Publicado: 29 Agosto, 2021 - 13h48 | Última modificação: 29 Agosto, 2021 - 15h57

Escrito por: Socorro Silva-CUT-PI

Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher - PI
notice
Solenidade de Posse das Conselheiras

A Coordenadoria de Estado de Políticas para as Mulheres (CEPM) empossou, na manhã da última quarta (25), as integrantes da nova composição do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher (CEDDM). 

CEMPCEMP

A Central Única dos Trabalhadores no Estado do Piauí-CUT-PI, está representada neste Conselho através da Secretaria da Mulher , Edimar Nascimento, e como e como suplente, Francisca Ribeiro (SINSEP), como resultado do processo promovido pela Coordenadoria Estadual de Políticas para as Mulheres, que disponibilizou, através da Portaria Nº02/2021, seis vagas para entidades da sociedade civil com atuação destacada na defesa das questões de gênero no Piauí.

CEMPICEMPI

Durante a solenidade de posse das Conselheiras, tomou posse também a Diretora da CUT-PI Antônia Ribeiro que é Secretária de Combate ao Racismo, ocupando uma vaga em nome do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica Pública de Teresina-SINTE-PI. Marcou presença durante a solenidade, a Vice-Governadora Regina Sousa, e demais conselheiras e convidadas.

Edimar Nascimento - Secretaria Estadual das Mulheres Trabalhadoras: "A CUT-PI em sua essência sempre prioriza a igualdade de gênero e a igualdade social das políticas públicas, em especial no que diz respeito aos direitos das mulheres, é de grande importância este assento que a CUT conquistou junto ao Conselho de Direito das Mulheres, hoje a Coordenoria de Políticas do Estado de Políticas para as Mulheres, acertou em empossar 25 novas integrantes do CEDDM, conselho este pos ser um órgão fiscalizador propositivo que permite a sociedade civil uma participação direta, fiscalizando e fortalecendo as políticas públicas para as mulheres, a CUT através da Secretaria Trabalhadora das Mulheres, se sente muito feliz, por compor este conselho, continuamos na luta, buscando a igualdade das mulheres". Finalizou.

Para Antônia Ribeiro-CUT-PI(SINTE): “é importante destacar que o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher abraça uma estrutura paritária, com 50% das Conselheiras governamentais e 50% pertencentes a organizações não governamentais, estimulando a relação dialógica direta entre estado e a sociedade civil”, destacou a nova Conselheira.