• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CUT-PI nas ruas em apoio aos estudantes e em defesa das bandeiras de luta

Defender a democracia, em defesa dos direitos, contra a reforma da previdência, e por mais empregos, são prioridades na luta

Publicado: 11 Novembro, 2019 - 12h25 | Última modificação: 11 Novembro, 2019 - 14h52

Escrito por: Socorro Silva-CUT-PI

Socorro Silva - CUT
notice
CUT-PI nas ruas em apoio aos estudantes e em defesa das bandeiras de luta do movimento sindical

CUT-PI, e sindicatos filiados foram as ruas, junto com estudantes, movimentos sociais em protesto realizado pelos estudantes, em caminhada,  com parada na frente da Prefeitura de Teresina, na manhã da última terça-feira (5), além de levantar as bandeiras de luta em defesa dos direitos da classe trabalhadora, em defesa da educação de qualidade, em defesa da democracia, contra a reforma da previdência, por mais empregos, contra o valor abusivo da passagem, a reivindicação do aumento no número dos ônibus, contra a retirada dos corujões, e contra o Setut emitir a carteira ilegal de estudante, essas foram algumas das bandeiras de luta apresentadas durante toda a manifestação em Teresina-PI. 

Socorro Silva-CUT-PISocorro Silva-CUT-PI

Paulo Presidente - CUT-PI "Estaremos nas ruas sempre que preciso for,  lutando pelos direitos, contra os ataques desses projetos do Bolsonaro, lutando por justiça, a favor da educação, em defesa da democracia,  contra as privatizações, contra o desemprego, precisamos lutar por projetos que tragam desenvolvimento, as reformas que aí estão só desfavorecem a classe trabalhadora, esse sistema econômico desse governo vem destruindo o que foi construído ao longos dos anos, só trazendo prejuízos, aos trabalhadores e a sociedade. Continuamos firmes na luta mesmo diante de tantos desafios, a nossa resistência prevalecerá. Estamos conscientes que estamos cumprindo nosso papel fazendo a luta". Disse.

Socorro Silva-CUT-PISocorro Silva-CUT-PI

Além de discursar em favor das bandeiras de luta dos estudantes, as lideranças do movimento sindical, da CUT e das demais centrais sindicais protestaram contra as atitudes do presidente Bolsonaro em relação às investigações sobre a morte da vereadora Marielle Franco e exigindo  soluções sobre quem de fato foram os mandantes do crime que vitimou também o motorista Anderson Gomes.

Socorro Silva-CUT-PISocorro Silva-CUT-PI

Os ônibus foram parados até que a manifestação seguisse em caminhada 

Uma das pautas em debate pelos sindicalistas foi a cassação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que sugeriu “um novo AI-5“. Epoca em que Lideranças da UNE, ex-presidentes, foram assassinados, perseguidos e torturados pelo regime militar autoritário, que reforçou a sua política assassina e autoritária se a esquerda “radicalizasse” contra o governo. Todas as falas durante o ato público foram contra as suas declarações, que segundo manifestantes afrontam as leis e a Constituição do país.

Socorro Silva-CUT-PISocorro Silva-CUT-PIManifestação em frente a Prefeitura de Teresina.

Socorro Silva-CUT-PISocorro Silva-CUT-PI

Socorro Silva-CUT-PISocorro Silva-CUT-PI

Socorro Silva-CUT-PISocorro Silva-CUT-PIJandyra Uehara - CUT Nacional durante a manifestação em Teresina

Socorro Silva-CUT-PISocorro Silva-CUT-PI