• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CUT-PI fortalece diálogo entre o Sindicato da Educação e a SEDUC

Reunião teve como objetivo debater o protocolo de retorno às aulas presenciais e a implementação do programa Educar Piauí.

Publicado: 31 Julho, 2020 - 21h16 | Última modificação: 31 Julho, 2020 - 23h58

Escrito por: Socorro Silva-CUT-PI

CUT
notice
Educação em pauta

A Central Única dos Trabalhadores no Estado do Piauí-CUT-PI, esteve presente durante reunião com o secretário estadual de educação Ellen Gera,  representada pelo presidente Paulo Bezerra, na manhã desta última quinta-feira (30), juntamente com a Presidenta do SINTE, Paulina Almeida, a  representante da CNTE, Odeni de Jesus, o deputado estadual João de Deus, Núbia Lopes, da Superintendência de relações sociais da secretaria de governo do estado, e demais diretores(as) do sindicato da educação. Com objetivo de debater o protocolo de retorno às aulas presenciais e a implementação do programa Educar Piauí. Nesse momento de pandemia, as instituições buscam alinhar forças para garantir o retorno seguro de professores e alunos às salas de aula.

Paulina Almeida, Presidenta do SINTE-PI "Somos desfavoráveis neste momento ao retorno as aulas. Vamos trabalhar para que não ocorra no atual cenário da pandemia, pois a nossa maior preocupação é com a vida”. 

Segundo Ellen Gera, "Esse planejamento está sendo feito olhando para o lado principal que é proteção da vida e da saúde daqueles que fazem a rede estadual de educação, e precisamos finalizar uma versão inicial para ser levada á consulta pública, para isso convidamos o Sinte para participar do nosso comitê na construção dessa proposta, por ser essencial a sua participação". Disse.

Durante a reunião, o secretário revelou que está sendo realizado um trabalho intenso junto ao Comitê de Operações de Emergência (COE) e o governador Wellington Dias, que tomaram a decisão de colocar a educação para última etapa, dando tempo necessário para as escolas fazerem a preparação.

"Para que haja esse retorno, tem que ser seguro. Para isso, serão adotados protocolos de segurança. Estamos com o comitê de crise e uma minuta está sendo finalizada para ser discutida com a comunidade, escolas, Conselho Estadual de Educação, Undime, os municípios, pois tem a questão do transporte que é uma operação complexa. Primeiro é o protocolo sanitário, pois devemos cuidar da vida. Depois o protocolo pedagógico, para o estudante recuperar a aprendizagem. Segue o protocolo de RH (recursos humanos) para cuidar dos profissionais e grupos de risco. Por último o protocolo de contingência, porque a escola é um ambiente de aglomeração, temos que estar preparados se houver contaminação, nada poderá ser aleatório", descreveu Ellen Gera.

Segundo a Seduc, os protocolos serão parâmetros para todas as redes educacionais do Piauí. Só a estadual compreende 650 escolas, anexos, gerências regionais, polos da Uapi, centros especializados. Um total de 228 mil estudantes e mais os profissionais. Na ocasião também foi apresentado o Educar Piauí, programa de desenvolvimento educacional que está sendo implantado no Estado, e o Sinte foi convidado para participar das reuniões de desenvolvimento dos projetos do referido programa.

Paulo Bezerra, Presidente da CUT-PI "Essa foi uma reunião bastante proveitosa para ambos os lados, onde se vê a preocupação com a retomada das atividades de sala de aula de forma presencial, demonstrando o valor pela vida, manter um diálogo que possa construir uma estratégia que venha de encontro a prevenção dessa pandemia que está a cada dia avançando mais e mais, é fundamental, e nós da CUT-PI estaremos presentes nessa construção desse protocolo, em busca de melhorias e qualidade de vida, em defesa dos direitos da classe trabalhadora da educação, e é nesse sentido que primamos pela melhor resolução a ser tomada diante desta realidade". Citou. 

Foram tratadas pautas pertinentes referentes ao regime de aulas não presenciais, o sistema remoto implantado pela Secretaria de Estado da Educação por conta da pandemia de Coivid-19,  e o protocolo de retomada das aulas presenciais. A princípio foi destacado que a Seduc vem preparando o planejamento  de retomada as aulas presenciais tendo como base um protocolo, que terá a participação do SINTE-PI na construção do mesmo, para que se possa finalizar uma versão inicial para que seja levada á consulta pública.

Outras pautas também foram discutidas, entre elas o Fundef, o reajuste dos trabalhadores da educação do ano de 2019/2020, audiência pública para discutir o retorno as atividades presenciais em sala de aula, e uma nova agenda sendo esta uma audiência com o governador do estado para tratar das demais pautas do SINTE.

Fonte: Seduc/Sinte